PT vai orientar eleitor sobre documentação para votar

Partido usará horário eleitoral no rádio e na TV para esclarecer os eleitores, principalmente das classes C, D e E

Agência Estado |

selo

O PT deflagra, a partir de amanhã, uma verdadeira ofensiva no horário eleitoral da candidata à Presidência da República, Dilma Rousseff , para esclarecer o eleitor sobre os documentos obrigatórios para votar neste ano. Os lembretes serão veiculados nos horários da propaganda partidária e nas inserções que vão ao ar durante a programação normal do rádio e da TV. A campanha, que permanecerá no ar até o dia da eleição, lembra o eleitor que, além do título eleitoral, ele deverá levar um documento de identidade com foto. A preocupação principal da legenda é esclarecer o eleitor das classes C, D e E, nas quais se concentra a maior fatia do eleitorado de Dilma, que tende a ter menos acesso à informação.

Desejoso de liquidar a fatura no primeiro turno, o receio do partido em relação à perda de votos com a eventual desinformação do eleitor ficou explícito nas últimas semanas. É o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, principal estrela dos comícios de Dilma, que chama a atenção do público para a nova exigência da lei eleitoral.

A preocupação do partido baseia-se em critérios estatísticos, já que foi expressiva a abstenção nos últimos pleitos. Na eleição presidencial de 2006, quase 20% dos eleitores deixaram de votar no segundo turno. Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostram que 23,9 milhões de eleitores não compareceram às urnas para escolher entre Lula e Geraldo Alckmin (PSDB).

No primeiro turno, o índice de abstenção foi menor, mas ainda assim significativo: 21 milhões de eleitores (de um total de 125 milhões) não depositaram os votos nas urnas em 2006. Número que corresponde a 16,7% do eleitorado.

    Leia tudo sobre: pleito 2010eleições dilmapt

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG