PT entra no TSE contra o DEM por propaganda na TV

Partido alega que inserções nacionais serviram para promover o presidenciável José Serra e candidatos tucanos nos Estados

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

O PT deve protocolar ainda nesta quarta-feira junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) uma série de representações contra o DEM por propaganda antecipada. O PT alega que o DEM usou as inserções veiculadas ontem no rádio e na TV para promover candidatos do partido e do PSDB.

Embora as inserções fossem destinadas à propaganda partidária nacional, o DEM usou a estratégia de veicular programas diferentes em cada Estado. Em São Paulo o programa citou pelo menos três vezes e exibiu imagens do ex-governador José Serra, pré-candidato a presidente pelo PSDB. As inserções foram apresentadas por Gilberto Kassab (DEM), sucessor de Serra na prefeitura de São Paulo. Na TV, Kassab elogiou diversas vezes as “parcerias com o governador José Serra”.

Em Minas Gerais, segundo o advogado do PT, Márcio Silva, a estrela também foi um tucano, o governador Antonio Anastasia, pré-candidato a governador pelo PSDB. Na Bahia, o destaque foi o ex-governador Paulo Souto (DEM), pré-candidato ao governo. “Eles fizeram um programa diferente em cada Estado. Em muitos deles detectamos irregularidades”, afirmou Márcio Silva.

Segundo ele, o único caso em que o PT pode pedir multa é o de São Paulo, onde houve suposto favorecimento a um candidato a presidente (Serra). Nos demais Estados, o PT vai pedir a suspensão das inserções e a cassação do tempo destinado ao DEM no segundo semestre.

Na terça-feira o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu a terceira multa por propaganda antecipada em favor de Dilma Rousseff.

    Leia tudo sobre: José SerraTSEPTGilberto Kassab

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG