PT e PSDB dizem que subida de tom era esperada

Rui Falcão diz que Dilma se saiu bem perante provocações; Sérgio Guerra afirma tom da campanha de Serra será mais contundente

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

O deputado estadual Rui Falcão (PT), coordenador de comunicação da campanha de Dilma Rousseff , disse ao final do debate da Rede TV neste domingo (12) que os ataques envolvendo a violação de sigilo na Receita Federal e as denúncias sobre a Casa Civil já eram esperados, mas que o desempenho da candidata foi positivo. “A Dilma conseguiu traduzir para a população um fator que incomoda muito no Serra, que é a arrogância dele, quando falou que ele não é o dono da verdade, nem é melhor que ninguém”, afirmou Falcão.

O presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, que também estava na plateia, gostou da performance de José Serra e afirmou que, a partir de agora, o tom da campanha será “contundente”. “Acho que devemos marcar as diferenças. Daqui pra frente é nenhum cuidado, franqueza total”.

Guerra disse, ainda, que está mais satisfeito com a linha atual da campanha do que com a anterior, quando o partido tentava preservar a imagem do presidente Lula. “Estou satisfeito que nós tenhamos avançado nesta direção e espero que avance ainda mais”.

Ele afirmou também que a questão agora não é nem eleitoral, mas, sim, um compromisso com a defesa da democracia. “A fixação não pode ser de um voto pra lá e um voto pra cá”.


    Leia tudo sobre: eleições dilmaeleições serraguerrafalcãopleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG