Governador vai apoiar o deputado José Pimentel (PT-CE) na disputa para o Senado

O PT abriu mão da indicação do vice na chapa da tentativa de reeleição do governador do Ceará, Cid Gomes (PSB) e ganhou o apoio do governador para entrada do deputado federal José Pimentel (PT) na disputa para o Senado. A definição saiu nesta sexta-feira, quando o vice-presidente estadual do PT, deputado federal José Guimarães, recebeu uma ligação do deputado estadual Ivo Gomes (PSB), irmão de Cid. Com isso caberá ao governador indicar o vice que poderá ser do PDT ou do PCdoB.

A presidente estadual do PT, a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, comemorou a definição e anunciou que a candidata do partido à Presidência da República, Dilma Rousseff, virá a Fortaleza no próximo domingo (27) para a convenção que vai homologar a candidatura de Cid ao governo e de Pimentel e Eunício Oliveira (PMDB) ao Senado.

“Nossa prioridade agora é José Pimentel para o Senado, mas mantemos a mesma linha de não aliança com o PSDB, apoio à reeleição de Cid, Eunício Oliveira como candidato ao Senado e a afirmação da candidatura prioritária de José Pimentel ao Senado”, disse hoje Luizianne Lins.

Ela esclarece que o PT não vai indicar nomes da vice, exceto se Cid quiser. “Se o governador achar que o vice deve ser do PT, o PT indicará o nome, mas não é mais nossa prioridade.” Hoje o vice de Cid é o petista Francisco Pinheiro.

José Pimentel também festejou a definição e afirmou que o palanque de Dilma agora está montado no Ceará com PT, PSB, PMDB e outros 12 partidos aliados, como PDT e PC do B. Pimentel foi comedido quando perguntado se iria derrotar o senador Tasso Jereissati (PSDB) na disputa. “Vamos esperar os resultados das urnas em três de outubro.”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.