P-SOL ratifica nome de candidato ao governo de São Paulo

Partido ainda não definiu o nome do vice de sua chapa

Agência Brasil |

São Paulo - O P-SOL homologou, na manhã deste sábado (19), a candidatura de Paulo Búfalo ao governo do Estado, mas ainda não definiu o nome do vice. Prevendo uma disputa "dura", o professor e duas vezes vereador de Campinas (SP) aproveitou a convenção partidária para animar a militância, incentivando os afiliados a contribuir com a campanha tanto com dinheiro quanto com ideias.

Búfalo disse que se orgulha de pertencer a um partido que, apesar das dificuldades, é "forjado" coletivamente. "Um partido no qual as propostas coletivas superam as individuais", definiu. Segundo o candidato, o P-SOL precisa ampliar sua bancada na Assembleia Legislativa para que possa garantir outro projeto político para São Paulo.

"Precisamos denunciar que continua no País a concentração de terra, renda, riqueza e poder. Que a juventude continua sendo exterminada nas periferias e que a pobreza e os movimentos sociais continuam sendo criminalizados", disse Búfalo. Ele criticou a gestão atual, que, segundo ele, não tem possibilidade de oferecer "educação de qualidade".

Além de deputados estaduais e federais e do candidato à Presidência da República pelo P-SOL, Plínio Arruda Sampaio, o evento atraiu vários filiados que disputarão cargos eletivos em outubro próximo.

Segundo o presidente do diretório estadual do partido, Miguel Carvalho, o P-SOL planeja lançar cerca de 100 candidatos à Câmara dos Deputados e 140 à Assembleia Legislativa. Para o deputado federal Ivan Valente (SP), os números são uma evidência do quanto o partido vem crescendo. "Há espaço político à esquerda para um partido consequente", disse Valente.

Encerrada a convenção, à qual compareceram cerca de 400 pessoas, os filiados ao partido iniciaram um seminário para discutir os rumos da campanha.

    Leia tudo sobre: P-SOLgoverno de São Paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG