PSDB tenta mudar chapa no Rio e ter candidato ao Senado

O principal objetivo é garantir a exposição do número 45 na propaganda eleitoral, ajudando a candidatura do tucano José Serra

Adriano Ceolin, iG Brasília |

O presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), confirmou nesta quinta-feira a intenção de lançar um nome do partido para disputar o Senado no Rio de Janeiro. O principal objetivo é garantir a exposição do número 45 na propaganda eleitoral, ajudando a candidatura do tucano José Serra à Presidência da República. No entanto, será preciso alterar a formação da chapa no Estado, retirando o nome de Marcelo Cerqueira (PPS).

“Queremos trocar o nome do candidato ao Senado. Precisamos divulgar o número 45”, afirmou Guerra, confirmando reportagem divulgada hoje pelo jornal Folha de S.Paulo . Coordenador da campanha de Serra, ele esteve no Rio de Janeiro para discutir com integrantes do partido o lançamento de um nome. “Ainda não definimos. Vamos escolher nos próximos dias”, disse. Um dos cotados é o deputado federal Márcio Fortes (PSDB-RJ), que, por ora, ocupa a vaga de vice-governador.

Os tucanos correm contra o tempo. Está marcada para sábado a convenção que oficializará a chapa com Fernando Gabeira (PV) como candidato ao governo e Fortes como vice. Guerra contou que ainda não conseguiu conversar com o presidente regional do PPS, Conte Bittencourt, sobre a retirada da candidatura de Cerqueira.

Presidente nacional do PPS, Roberto Freire criticou a iniciativa. “Isso é besteira. A chapa já está formada. A gente não tem de ficar pensando apenas em pesquisa. Estão criando problema aonde não tem”, disse ao iG . Gabeira, no entanto, garantiu que sua candidatura não será afetada. “Isso é problema na chapa do Senado. Eu não vou nem me envolver”, disse.


    Leia tudo sobre: sérgio guerraserraroberto freiregabeiramárcio fortes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG