PSDB goiano anuncia mais reação às criticas de Dilma

Lula e Dilma criticaram os tucanos. Aécio e Alckmin revidaram; nesta semana haverá novas reações

Rodrigo Viana, iG Goiânia |

Depois de mais um comício em que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidenciável Dilma Rousseff (PT) subiram terça-feira (19) no palanque do candidato ao governo de Goiás, Iris Rezende (PMDB), para criticar o adversário estadual Marconi Perillo (PSDB), o tucano mobilizou correligionários para defendê-lo nesta semana que se inicia.

As atividades do PSDB e partidos aliados em Goiás devem ser anunciadas a partir desta segunda-feira (25). Assessores de Marconi prometem não deixar nenhuma crítica sem resposta. Na quarta-feira, o senador eleito por Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB) esteve em Goiânia com críticas ao presidente Lula. Depois foi a vez do governador eleito de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), desferir críticas aos petistas.

O governador eleito paulista defendeu Marconi das críticas de Lula e afirmou que o Lula “está fazendo campanha de baixo nível.” Segundo Alckmin, “Lula partiu para o vale-tudo”. Alckmin ainda afirmou que Marconi trabalha pelo “desenvolvimento” do estado de Goiás.

Na quinta-feira, Aécio Neves defendeu Marconi, ao criticar a campanha do presidente Lula pelos aliados nas disputas estaduais. O mineiro lembrou os “ataques pessoais e grosseiros” de Lula a Marconi. Aécio foi apoiado pelo presidente nacional do partido, Sérgio Guerra, que também visitou Goiânia.

    Leia tudo sobre: eleições gomarconi gocomício goluladilma eleições

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG