PSDB de Santa Catarina decide pelo retorno da tríplice aliança

Contrariado, Pavan aceita acordo com DEM e PMDB em prol do palanque único para Serra, mas decisão final fica para esta quarta

Gabriel Costa, iG Brasília |

O PSDB de Santa Catarina definiu após longa reunião na tarde desta terça-feira que deve formalizar na convenção de amanhã a coligação com DEM e PMDB, na recomposição da chamada tríplice aliança, que elegeu e reelegeu o ex-governador peemedebista Luiz Henrique da Silveira, que sai candidato ao Senado nas eleições de outubro.

A decisão final, no entanto, só deve ser anunciada amanhã, após encontro do presidente estadual em exercício do PSDB catarinense, Beto Martins, conversar com o líder regional do Partido Progressista, deputado estadual Joares Ponticelli, a respeito das negociações entre ambas as legendas, que avançaram nos últimos dias.

No início do mês, em encontro com o presidente estadual peemedebista, Eduardo Pinho Moreira; o senador Raimundo Colombo, do Democratas, e o presidenciável tucano José Serra, o atual governador catarinese, Leonel Pavan, afirmou que abriria mão da pré-candidatura à releição  em prol do acordo entre os tres partidos, mas apenas se um dos outros dois (à época) pré-candidatos fizesse o mesmo.

O impasse continuou ao longo de junho, e a candidatura de Pavan ganhou força, ao ponto de o governador oferecer a vaga de seu vice a Moreira, que se mostrou ofendido com a proposta. Poucos dias depois, Moreira anunciou que seria vice de Colombo.

A partir desse momento, as expectativas voltaram-se para Pavan, que hesitou em cumprir o prometido após as reviravoltas protagonizadas pelos demais partidos. Na reunião desta terça-feira, no entanto, Pavan cedeu à prioridade nacional de construção de um palanque único para Serra no estado.

"Na reunião do PSDB não fiz elogios citados. Apenas vou respeitar a decisâo. Querem que o PSDB ceda, mais uma vez e a decisão só será amanhã", ressaltou Pavan no Twitter após a reunião, para, pouco depois, completar: "A tríplice pode acontecer, mas algumas questões ainda precisam ser superadas. Programa de governo e compromissos serão necessários."

Convenção
Os tucanos catarinenses devem oficializar a aliança com peemedebistas e Democratas nesta quarta-feira, dia 30, na convenção que marcada para acontecer a partir das 16h45min, no Hotel Cambirela, em Florianópolis. No encontro, serão homologadas ainda as candidaturas para deputado estadual e federal.

    Leia tudo sobre: santa catarinatríplice aliançapmdbpsdbdem

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG