PSC homologa candidatura de Roriz ao governo do DF

Ex-governador acredita que Justiça não impedirá sua candidatura e já fala em vitória no primeiro turno

Severino Motta, iG Brasília |

O PSC de Brasília homologou nesta tarde o nome de Joaquim Roriz (PSC-DF) para disputar o governo do Distrito Federal (DF). Em votação simbólica, sendo aclamado para a eleição, Roriz, que foi governador do DF em quatro ocasiões, disse acreditar que a Justiça não vai impedir sua candidatura devido à Lei da Ficha Limpa e já fala em vitória no primeiro turno.

“Essa questão [da Ficha Limpa] eu não tenho preocupação, pois todos os juristas que a gente tem conversado, e são vários, garantem que isso não nos pega. Não tenho nenhuma condenação colegiada em 48 anos de vida publica”, disse.

Roriz ficou em perigo desde a interpretação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre o alcance da Lei da Ficha Limpa, que atinge também quem praticou atos contrários à nova lei da inelegibilidade antes da promulgação da legislação.

No caso de Roriz, caso a interpretação do TSE prevalece, ele ficará inelegível até 2023. A lei determina que quem renunciou ao mandato para escapar a processos de cassação também fica sem direito de se candidatar.

Roriz, em 2007, abriu mão de seu mandato de senador justamente para evitar um processo de cassação.

Apesar da briga legal, Roriz disse acreditar que a Justiça não impedirá sua candidatura, e já fala em vitória no primeiro turno contra o petista Agnelo Queiroz.

“Acredito, tenho plena convicção que ganharemos no primeiro turno e faremos a chapa de senadores da república. Falo isso baseado no que conheço da cidade, conheço os palacetes e os grotões de Brasília, e esse é o sentimento”, disse Roriz logo após a convenção de seu partido.

Ao lado do ex-governador o PSC também aprovou o nome de Jofran Frejat (PR) para vice e de Maria de Lourdes Abadia (PSDB) para uma das vagas ao Senado.

    Leia tudo sobre: Rorizpscconvenção

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG