Poucos aproveitaram horário no rádio e na TV para falar de projetos de governo. Quem não criticou falou de sua biografia.

No primeiro dia do horário eleitoral gratuito na disputa para ao Governo do Pará foram poucos os candidatos que divulgaram programas de governo. Os candidatos que disputam o cargo pela primeira vez, Fernando Carneiro (PSOL), Cleber Rabelo (PSTU) e Domingos Juvenil (PMDB) usaram o tempo para falar de suas biografias.

O programa de Juvenil trouxe o testemunho de Jader Barbalho. Ele lembrou que o candidato teve infância pobre no interior do Estado, mas mesmo assim se tornou presidente da Assembleia Legislativa. O ex-governador Almir Gabriel, que rompeu recentemente com o PSDB, disse que Juvenil “é a melhor opção atual para o Estado".

Simão Jatene (PSDB) disse que o povo estar cansado do governo petista e a volta do PSDB seria a solução. Jatene citou obras realizadas durante seu mandato (2003 a 2006), como a construção de cinco hospitais regionais. E criticou o governo de Ana Júlia: falou de insegurança, abandono dos hospitais e da perda da sede da Copa de 2014 para Manaus.

A governadora e candidata Ana Júlia Carepa (PT) destacou suas realizações, projetos de infraestrutura e dos investimentos que conseguiu para o Estado. Ela também criticou o PSDB. Quando assumiu em 2007 – lembrou – o governo estava desarrumado. E garantiu ter o apoio do presidente Lula e Dilma Roussefrf para continuar fazendo projetos no Pará.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.