Programa tucano ataca suposta ausência de Mercadante no Senado

Peça eleitoral do candidato ao governo paulista Geraldo Alckmin diz que petista se ausentou de importante sessão da Casa

Ana Paula Prado, iG São Paulo |

O programa eleitoral da noite desta quarta-feira do candidato do PSDB ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, acusou o senador Aloizio Mercadante, postulante do PT ao cargo, de faltar em decisão importante no Senado.

Segundo o vídeo, em 08 de maio de 2008, Mercandante se ausentou de uma sessão da Casa, em que foi aprovada verba de US$ 1 bilhão a obras de infraestrutura nos transportes do Estado. O petista se defendeu no Twitter ao dizer que a votação destinou apenas US$ 535 milhões para a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

Já o programa de Mercadante exibiu cenas da participação do candidato petista no debate realizado pela TV Gazeta e o jornal O Estado de S. Paulo na noite desta terça-feira. Nelas, Mercadante ressaltou propostas para a educação, como acabar com a progressão automática nas escolas estaduais.

Por 2 minutos e 31 segundos, segundo decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o programa de Mercadante ficou fora do ar, como punição ao PT por utilizar o tempo dedicado à apresentação dos candidatos a deputado estadual para veicular críticas à gestão tucana em São Paulo.


O candidato Paulo Skaff (PSB) inovou ao exibir Dilma Rousseff em sua peça eleitoral. O programa mostrou imagens da visita de Skaff e da candidata do PT à Presidência da República a uma Escola do Senai em São Paulo. Dilma aparece demonstrando sua admiração pelo candidato.

Fábio Feldmann, do PV, reapresentou o programa exibido no horário vespertino. Celso Russomano (PP) ironizou Alckmin por utilizar seu bordão de apresentador de TV -“se está bom para ambas as partes”- no programa eleitoral tucano.


Senado

O programa da candidata do PT a uma das duas vagas para o Senado, Marta Suplicy, reforçou o vínculo de sua candidatura com o presidente Lula. Marta afirmou que o Brasil é respeitado no mundo todo graças ao governo Lula, que aparece dando depoimento a favor da candidata, ao dizer que ela é “guerreira, decidida e experiente”.

Aloysio Nunes, do PSDB, reprisou programa exibido no horário vespertino, em que ressalta a importância de obras como o Rodoanel paulistano. O candidato Orestes Quércia (PMDB) apresentou obras realizadas por ele no interior, assim como propostas para essa região. Romeu Tuma (PTB) reafirmou que vai combater a violência e a insegurança no Estado e Netinho de Paulo (PCdoB) apresentou proposta para transformar escolas comuns em unidades profissionalizantes.

    Leia tudo sobre: eleições spmercadantealckmin

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG