PRE do Tocantins pede ao Superior Tribunal Eleitoral que anule candidatura de Marcelo Miranda ao Senado com base na Ficha Limpa

A Procuradoria Regional Eleitoral do Tocantins (PRE-TO) interpôs recurso junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra o deferimento da candidatura ao Senado do ex-governador Marcelo Miranda (PMDB), cassado em 2009 no exercício do cargo. O recurso foi protocolado pelo procurador regional eleitoral João Gabriel Morais de Queiroz, contra o deferimento da candidatura pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Miranda foi cassado sob acusação de abuso do poder nas eleições de 2006. No lugar do governador cassado, assumiu o vice Carlos Gaguim (PMDB), candidato à reeleição na mesma coligação de Miranda. Para o procurador Queiroz, a inelegibilidade do ex-governador ficou comprovada. O TRE, porém, entendeu que a Lei Ficha Limpa não se aplica às eleições de outubro.

A decisão do TRE-TO contraria o que decidiu o TSE e o próprio TRE-TO ao julgar ações semelhantes, acrescentou o procurador regional eleitoral. No recurso, a PRE reafirma que as novas hipóteses de inelegibilidade trazidas pela Ficha Limpa têm natureza de norma eleitoral material que em nada se identificam com as do processo eleitoral.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.