Procuradora pede nova multa à Dilma por propaganda

Na ação protocolada no TSE, a candidata do PT é acusada de campanha antes do permitido em programas partidários do PT em junho

Agência Estado |

A vice-procuradora-geral eleitoral, Sandra Cureau, protocolou hoje mais uma ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acusando a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, de ter feito propaganda eleitoral antes do permitido em programas partidários veiculados pelo PT em junho. Sandra quer que o TSE puna Dilma e o diretório estadual do PT em São Paulo com multa de até R$ 25 mil, que é a máxima prevista na legislação.

A subprocuradora pediu a multa máxima porque, segundo ela, Dilma adotou durante o período de pré-campanha uma conduta reiterada de desafiar a legislação eleitoral, que veda a propaganda antes de julho.

De acordo com Sandra, na propaganda Dilma citou razões para que os eleitores, especialmente de São Paulo, votem nela. "É hora de investir ainda mais em saúde, educação, e segurança. Melhorar o emprego e salário. É hora de acelerar e seguir em frente".

Segundo a vice-procuradora-geral eleitoral, o bordão "é hora de acelerar e seguir em frente" caracterizaria um futuro slogan de campanha. Isso porque seria uma referência indireta ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), cuja autoria é com frequência atribuída a Dilma por integrantes do governo. Sandra também observou que a frase é padrão em outras propagandas veiculadas pelo PT em outros Estados.

O iG realiza no dia 26 de julho o 1º Debate On-Line Presidenciáveis 2010 . Saiba aqui como participar.

    Leia tudo sobre: DilmaTSEmultaSandra Cureau

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG