PRE investiga servidores comissionados

Lotados na Câmara dos Deputados em Brasília, estariam no Tocantins, trabalhando para Vicentinho

Gilson Cavalcante, iG Tocantins |

A Procuradoria Regional Eleitoral no Tocantins (PRE-TO) instaurou Inquérito Civil Público (ICP) com o objetivo de apurar possível envolvimento de servidores comissionados nomeados no gabinete do deputado federal Vicentinho Alves (PR), que estariam engajados em sua campanha para o Senado. Vicentinho é candidato na coligação “Tocantins Levado a Sério,” liderada por Siqueira Campos (PSDB).

Siqueira disputa o governo do Estado com Carlos Gaguim (PMDB). Segundo a PRE-TO, o ICP tem como embasamento denúncias que a instituição recebeu: o deputado estaria se valendo, em sua campanha eleitoral, de três servidores nomeados para seu gabinete na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF). A PR-TO está apurando as informações.

Carta precatória

Os servidores Miraltino Ferreira Santos, Antônio Luiz de Souza Cruz e José Vale Formiga teriam dito que, apesar de serem formalmente servidores da Câmara dos Deputados, nunca prestaram serviços em Brasília, mas estariam engajados na campanha do parlamentar para o Senado, no município de Porto Nacional.

Entre as providências iniciais determinadas pela PRE-TO está a expedição de carta precatória à Promotoria Eleitoral de Porto Nacional (PE-PN) para que colha os depoimentos dos servidores envolvidos, a fim de que esclareçam de mantêm cargo na Câmara dos Deputados sem, de fato, exercerem as funções correspondentes.

Será apurado também, segundo a PRE-TO, se os servidores recebem menos do que os valores indicados em seus contracheques. “As informações serão encaminhadas à Procuradoria Geral da República, para que seja verificada a possível ocorrência do crime de peculato,” conforme informou a assessoria da PGR nesta quinta-feira.

    Leia tudo sobre: eleições topre tovicentinho tope pnservidores

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG