PRE investiga contratações de Gaguim

Governador do Tocantins teria contratado servidores comissionados em período eleitoral, o que é proibido

Gilson Cavalcante, iG Tocantins |

A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) no Tocantins está investigando ocorrência de possíveis ilícitos eleitorais praticados pelo governador e candidato à reeleição Carlos Gaguim (PMDB). Para isso instaurou inquérito civil público, para apurar contratação de servidores comissionados em período eleitoral.

Segundo a PRE, Gaguim teria nomeado 30 servidores comissionados em plena campanha eleitoral, quando a legislação proíbe. Os servidores, ainda de acordo com a Procuradoria, teriam sido indicados pelo presidente da Assembléia Legislativa, deputado Júnior Coimbra (PMDB, que disputa uma das oito vagas de deputado federal.

A nomeação teria como objetivo utilizar tais servidores para prestarem serviços na campanha eleitoral da coligação “Força do Povo,” liderada pelo peemedebista, prática que, se comprovada, “configura captação ilícita de sufrágio e abuso do poder político” em período eleitoral.

Como providências iniciais, a PRE requisitou da Secretaria Estadual de Administração, em prazo de cinco dias, a relação dos servidores comissionados do Estado, na qual deverá ser especificado o ato de nomeação, com a data de publicação no Diário Oficial do Estado, bem como a respectiva lotação.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG