Após desistir de candidatura ao governo do Estado, Garotinho reúne militantes para pedir votos para seu substituto

Marcado inicialmente para o dia 5 de agosto e adiado devido à previsão de chuva, o comício do PR, partido do ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho, acontece nesta terça-feira (10), às 16h, na Cinelândia, palco histórico de manifestações políticas no centro da cidade.

O comício, segundo Fernando Peregrino, candidato ao governo do Estado pela sigla, servirá como um lançamento de sua candidatura. “Vamos reunir as bases do partido de todo o Estado e dar o pontapé inicial da campanha a governador”, disse.

De acordo com o candidato, a estimativa é de que o evento reúna de seis a dez mil pessoas na Cinelândia. Em julho, um comício no mesmo local, organizado pelo governador Sérgio Cabral (PMDB), candidato à reeleição, que teve a presença da candidata à Presidência pelo PT, Dilma Rousseff , e do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, reuniu cerca de 15 mil pessoas. Durante os discursos choveu e o público se dispersou, reduzindo-se para mil pessoas, segundo a Polícia Militar. A estimativa da organização era de reunir cem mil pessoas.

Apesar de dizer contar com apoio da militância do partido de todas as cidades do Estado, Peregrino reconheceu que a maioria das prefeituras apoia o atual governador, que lidera as pesquisas de intenção de votos. “Tem a da Rosinha ( ex-prefeita de Campos dos Goytacazes ) claro, que vai participar. Mas irão delegações, militantes, líderes sociais, vereadores de todos os 92 municípios”, afirmou o candidato, acrescentando que os diretórios municipais são os responsáveis pela organização das caravanas.

Rosinha Garotinho teve o mandato cassado e foi considerada inelegível até 2011 pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O Tribunal a condenou por abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação por uma entrevista que ela concedeu, em 14 de junho de 2008, a um programa de rádio então conduzido por seu marido, o ex-governador Anthony Garotinho, hoje candidato a deputado federal.

Segundo Adroaldo Peixoto, secretário-geral do PR, a maior parte dos militantes deve vir de municípios da Baixada Fluminense em caravanas organizadas pelos diretórios e candidatos a deputados federal e estadual da legenda.

Dilma não é esperada

Além de Peregrino, o casal Garotinho e o candidato a vice, Davi Cabral, os postulantes ao Senado pela coligação “A Força do Povo”, Waguinho e Carlos Dias, ambos do PT do B, confirmaram presença no evento.

A presença de Dilma no comício, no entanto, está descartada. “Não chamamos a Dilma. Esse ato é para o PR, para sua base, para os militantes. Mais adiante vamos fazer outro ato e chamar a candidata Dilma.”

Questionado sobre a possibilidade de a petista, que esteve no palanque de Cabral no mês passado, comparecer ao futuro evento, Peregrino se mostrou confiante. “Somos a base de apoio dela, por que ela não iria? O PR está fazendo a campanha dela”, afirmou.

A assessoria da candidata não soube informar sobre o recebimento ou não de convite para participar de comícios do partido e afirmou não saber se Dilma participaria ou não de futuros eventos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.