Justiça Eleitoral retirou 47 minutos e 30 segundos no rádio e 5 minutos na televisão do partido

O PP de São Paulo teve parte do seu tempo de propaganda eleitoral cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) devido a propaganda antecipada. A Justiça Eleitoral tirou 47 minutos e 30 segundos no rádio e 5 minutos na televisão do tempo do partido.

A decisão tomada nesta quinta-feira foi unânime. Ainda cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TRE). A decisão tem como base em propagandas partidárias veiculadas em abril e maio. As inserções promoveriam o candidato ao governo pelo partido, Celso Russomano (PP) –o que é proibido pela Lei Eleitoral.

Segundo o desembargador Penteador Navarro, estava “nítido o caráter promocional da inserção para o filiado Celso Russomanno, pois a desinibição em seu enaltecimento evidencia a intenção de projetá-lo, fixando seu nome e atrelando-o aos bons feitos da agremiação”. É a segunda punição que o partido recebe por esse motivo. Em julho, o partido já havia perdido 10 minutos de sua propaganda partidária na TV.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.