PP e PR aderem ao PMDB em Goiás

Alcides e Vanderlan formalizam apoio a Iris no segundo turno. PMDB agora tem 11 partidos coligados

Rodrigo Viana, iG Goiás |

O governador Alcides Rodrigues (PP) e o candidato derrotado ao governo de Goiás, Vanderlan Cardoso (PR), anunciaram apoio formal a Iris Rezende (PMDB) no segundo turno. Apesar do anúncio, Alcides e Vanderlan haviam deixado clara a intenção após reuniões com o presidente Lula e com a ida do marqueteiro do republicano para a campanha peemedebista.

Vanderlan enfatizou o respeito que Iris teve com sua candidatura no primeiro turno e agradeceu pela campanha limpa. Segundo ele, esses foram fatores que o levaram a apoiar o PMDB. A campanha de Vanderlan foi criada como alternativa a Marconi Perillo (PSDB) depois do rompimento do governador com o tucano.

Iris e Vanderlan também se uniram em alguns debates contra o candidato do PSDB. Alcides afirmou que está engajado na campanha de Iris com o objetivo de transferir os 500 mil votos de Vanderlan para o peemedebista. Iris Rezende disse que fez a aliança sem interesses pessoais e alfinetou o adversário ao falar com Alcides.

"O Estado foi vítima do tucano, mas você foi vítima maior. Durante vice não lhe permitiram saber o que se passava. Mas foi lhe dado a oportunidade de ser governador e contar ao povo o que se passou," afirmou o candidato peemedebista.

Com o apoio formal, Iris agora soma 11 partidos além de PT e PCdoB, que faziam parte da aliança. PP, PR, PSB, PDT, PSC, PTN, PSDC e PRP passam a apoiar o PMDB. É a dança partidária goiana às eleições do dia 31.

    Leia tudo sobre: eleições goiris gorodrigues gocardoso gopmdb go

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG