Durante visita à Bahia na tarde desta quarta-feira, presidente inaugura obra viária e evita polêmicas com imprensa

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva esteve presente na tarde desta quarta (29) em Salvador, onde entregou mais dois viadutos que integram a obra do complexo rodoviário Via Expressa Baía de Todos os Santos. Durante a cerimônia de inauguração, o petista evitou falar da campanha ou das críticas que tem recebido sobre comentários contra a imprensa brasileira, mas disse que, no Brasil atual, o povo está cansado da presença de “coronéis” e que precisa de “parceiros” para que obras como as que estão em ativas em Salvador sejam realizadas.

“No ritmo que o Brasil está, não tem mais como andar para trás. O povo não quer coronel, o povo quer parceiro para governar”, disse para a plateia de centenas de pessoas que atuam nas obras, que só deverão terminar depois do meio do ano que vem. Lula soltou a frase depois de citar uma série de realizações de seu governo, que conseguiu, segundo ele, bater recordes de geração de emprego, investimentos e transformar o FMI em credor nacional.

O governador Jaques Wagner, indiretamente, também foi elogiado pelo presidente. Candidato à reeleição, Wagner não pode estar presente a celebrações como esta devido à Lei Eleitoral, mas foi lembrado por Lula porque, segundo o petista, soube insistir na realização do projeto, que é atualmente a maior obra viária do Estado nos últimos 30 anos. “Esta obra só saiu por causa da paciência das pessoas que moram nesta região, mas também pela vontade de vê-la pronta, porque as pessoas viam que ela estava em curso, que seria terminada”.

Lula estava acompanhado do ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, que também elogiou o governador, embora não citasse seu nome, falando sobre a “coragem” do gestor em levar o empreendimento adiante. “O povo espera há 30 anos por esta obra e ninguém teve coragem de fazer”. Além dele, participaram da cerimônia o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, o prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro (PMDB) e a primeira-dama baiana Fátima Mendonça, que representou o governador.

    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.