Popular no Rio de Janeiro, Marina aposta no Estado em semana decisiva

Empatada com José Serra entre fluminenses, a verde estará quatro vezes na cidade carioca nos oito últimos dias de campanha, surfando no prestígio

iG Rio de Janeiro |

O Globo
Marina Silva acena ao chegar à Quinta da Boa Vista, no Rio, para fazer campanha. Ela vai privilegiar o Estado onde está empatada com Serra nas pesquisas
A candidata do PV para a Presidência da República, Marina Silva, vai investir no Rio de Janeiro na semana anterior às eleições, em 3 de outubro. Orientada pela pesquisa do DataFolha, segundo a qual está empatada tecnicamente no Estado com o adversário José Serra (PSDB), a verde vai reforçar sua presença no Rio nos últimos dias de campanha, sonhando com o eventual segundo turno, contra a petista Dilma Rousseff. Marina Silva vai estar quatro vezes na capital nos oito dias finais de campanha, antes do domingo decisivo.

De acordo com o levantamento, Marina tem 22% das intenções de voto no Rio, e Serra 23% – a margem de erro é de 2 pontos percentuais. Na média nacional, o tucano tem 31%, e a verde, 13%. Em dois meses, a acreana ganhou cerca de 1 milhão de potenciais eleitores no Rio.

No Rio capital, ela tem 24% contra 21% do ex-governador de São Paulo. Desempenho semelhante só no Distrito Federal, onde está à frente do adversário – em ambos os casos, em empate técnico devido à margem de erro (26% a 23%).

A aposta do PV no Rio tem como objetivo conquistar mais votos no terceiro maior colégio eleitoral do Brasil – 11,6 milhões de votos, atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais –, e tentar fazer com que a popularidade carioca se espalhe daqui para o resto do país.

O Globo
Marina Silva passa o fim de semana no Rio, onde faz caminhada pela manhã na orla e participa de debate da TV Globo
“Há uma onda verde que acontece em todo o país, mas que no Rio é mais forte porque o Rio antecipa as tendências do Brasil”, afirmou Marina, hoje.

O Rio – um dos Estados mais escolarizados e com grande população evangélica, linha religiosa de Marina – tem tradicionalmente um voto diferente em relação ao da média do país. Em 2006, Heloisa Helena (PSOL) teve 17% dos votos no Estado, em comparação a 7% no total nacional, em 2006. Quatro anos antes, o ex-governador Anthony Garotinho teve 42,2% dos votos no primeiro turno, mais que o presidente eleito Lula.

Começando a agenda final, Marina Silva passa este fim de semana no Rio. Depois de dar entrevista no Iate Clube do Rio de Janeiro, na Urca, visitar a tradicional favela da Mangueira e a Quinta da Boa Vista neste sábado, a candidata voltou ao hotel por volta das 15h para descansar e se preparar para o debate da TV Record, na noite deste domingo.

Pela manhã, às 10h, ela vai caminhar e fazer corpo-a-corpo pela orla da zona sul do Rio, uma área de classe média-alta que tem simpatia por ela. À tarde, descansa e se prepara para o debate.

Segunda-feira, a candidata verde passa o dia em São Paulo, fazendo campanha em Guarulhos; no dia seguinte, vai a Belo Horizonte (MG) e Belém do Pará (PA), onde também passa parte da quarta-feira, quando retorna a São Paulo. A cidade que serve como quartel-general de sua campanha será onde se concentrará para o debate de quinta-feira, da TV Globo, o derradeiro antes do pleito.

Como o debate da Globo será no Rio, sede da emissora, Marina estará aqui mais uma vez na quinta-feira, chegando no fim da tarde. A antevéspera das eleições, ela passa em São Paulo, e a véspera, novamente terá como destino o Rio de Janeiro, onde espera conseguir votos que a ajudem a ir para o segundo turno, com a candidata petista, Dilma Rousseff.

    Leia tudo sobre: Marina SilvaRioeleiçõespopularEstado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG