PMDB-SC mantém data de convenção, mas amplia prazo de inscrições

Decisão sobre controversa aliança com Raimundo Colombo, do Democratas, será tomada no encontro de sábado, diz Moreira

Gabriel Costa, iG Brasília |

A executiva do PMDB de Santa Catarina decidiu manter a data da convenção estadual do partido, marcada para este sábado, 26, mas ampliou o prazo limite para inscrições de candidatiras proporcionais e majoritárias, qua havia vencido nesta quinta-feira, 24, pela manhã, até às 17h de sexta-feira, 25, informou o presidente do diretório, Eduardo Pinho Moreira, em nota oficial.

Moreira informou ainda que a decisão quanto à candidatura própria do partido ou coligações de apoio com as demais legendas - incluindo o controverso acordo em que abriu mão de sua candidatura em apoio ao senador Raimundo Colombo, do Democratas - será tomada na convenção. A escolha de Moreira, que sairia como vice do candidato do DEM, criou um clima tenso no partido, com a ameaça de intervenção da liderança nacional peemedebista, rejeitada pela bancada catarinense.

O deputado federal Mauro Mariani, que não conseguiu registrar seu nome para disputar a candidatura ao governo do estado em uma possível chapa pura do partido, pediu a extensão do prazo para inscrições. De acordo com o Diário Catarinense, o deputado conversa na tarde desta quinta-feira com líderes do PSB e PR, entre outros partidos de menor porte.

Além de Mariani, o deputado estadual Edison Andrino se inscreveu na última segunda-feira, 21, para a disputa na convenção de sábado. A secretaria do PMDB já recebeu requerimentos de candidaturas de 36 pré-candidatos a deputado estadual e 10 federais. Os ex-governadores Paulo Afonso Viera e Luiz Henrique da Silveira encaminharam inscrição para concorrer ao Senado. Ao todo, 541 membros do partido terão direito a voto.

Frente ao retorno da indefinição no campo peemedebista, o presidente estadual em exercício do PSDB de Santa Catarina, Beto Martins, conversou ontem pela manhã com Raimundo Colombo a respeito do cenário eleitoral. Quando Moreira anunciou que estava fora do páreo, as expectativas caíram sobre o governador tucano Leonel Pavan, que afirmou que desistiria da reeleição em prol da chamada tríplice aliança de DEM, PMDB e PSDB, mas depois hesitou em cumprir o prometido. A discordância entre os líderes peemedebistas estaduais e nacionais agora revigora a candidatura de Pavan.

O PT catarinense, por sua vez, transferiu sua convenção estadual de 26 para 30 de junho, à espera dos desdobramentos entre os demais partidos.

    Leia tudo sobre: santa catarinaeduardo pinho moreirapmdb

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG