PM detém 22 pessoas por boca de urna

Até agora, 64 ocorrências foram registradas no Estado, entre boca de urna, venda de bebidas alcoólicas e propaganda irregular

iG Rio de Janeiro |

Vinte e duas pessoas foram detidas no Espírito Santo acusadas de boca de urna, uma delas é candidato a deputado estadual. O crime foi o mais comum, com 34 casos. A Polícia Militar já registrou 64 ocorrências desde o início da votação, como propaganda irregular e venda de bebidas alcoólicas. Também foram detidas duas pessoas que faziam transporte irregular de eleitores.

Em Colatina, foram três presos. Entre eles estava o candidato a deputado estadual Jadson D'Avila, que foi levado para a carceragem do Departamento de Polícia Judiciária de Colatina, de onde só poderá ser liberado com ordem do juiz de plantão.

Também houve uma prisão por crime de boca de urna no Sul do Estado, em Cachoeiro de Itapemirim. No município, a Justiça Eleitoral determinou o recolhimento de todos os exemplares de um jornal local que trazia o resultado de pesquisa eleitoral sem registro do TRE-ES. A publicação foi considerada propaganda irregular.

    Leia tudo sobre: eleições ESboca de urnacrime eleitoral

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG