Executiva Nacional do partido recomendou voto nulo ou escolha "crítica" de Dilma Rousseff

selo

Plínio de Arruda Sampaio durante voto na manhã de hoje (31), no Colégio Santa Cruz, em São Paulo
Futurapress
Plínio de Arruda Sampaio durante voto na manhã de hoje (31), no Colégio Santa Cruz, em São Paulo
Plínio de Arruda Sampaio, candidato derrotado à Presidência da República pelo PSOL, anulou seu voto, na manhã deste domingo. Ele votou no Colégio Santa Cruz, no Alto de Pinheiros, na zona sul da capital paulista, ao lado da família. A informação é de sua assessoria de imprensa.

No ultimo dia 15, a Executiva Nacional do PSOL recomendou aos seus eleitores a anulação de seus votos ou a escolha "crítica" de Dilma Rousseff (PT). O PSOL, formado em boa parte por ex-petistas, considerou um "retrocesso" uma eventual vitória de José Serra, candidato do PSDB. Deste modo, Arruda respeita a decisão majoritária de seu partido, de 13 votos a 2, optando pela anulação. O ex-candidato entende que desrespeitaria seus eleitores caso votasse em Dilma. No primeiro turno, ele recebeu 0,87% das intenções de votos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.