Plínio quer quadruplicar beneficiários do Bolsa Família

Proposta do candidato do PSOL também prevê a redução do tempo em que cada pessoa recebe o benefício

Agência Brasil |

O candidato à Presidência da República pelo PSOL, Plínio Arruda Sampaio, defendeu hoje a ampliação do número de beneficiários do Bolsa Família. Porém, com a redução do tempo que cada um recebe o auxílio.

“Vou quadruplicar o Bolsa Família, mas vou reduzir o tempo que cada pessoa recebe o benefício”, disse ele, em sabatina realizada por entidades empresariais em São Paulo. “O Bolsa Família só tem sentido como um programa emergencial. Como está hoje, é um absurdo.”

Segundo Plínio, o ideal é que cada beneficiário recebesse o auxílio até arrumar um emprego ou uma terra em que pudesse trabalhar. Assim, ele não se tornaria um “cliente” do Estado. O candidato, entretanto, enfatizou a importância do combate à desigualdade social no país, um dos principais problemas do Brasil.

Como forma de acabar ou mesmo reduzir o problema, o candidato do PSOL defendeu uma ampla reforma agrária, a redução da jornada de trabalho e o maciço investimento em educação e saúde.

De acordo com o candidato, só assim o país poderá atingir a igualdade social e assegurar liberdade para todos. “No Brasil, tem gente que tem mais liberdade que outros. A liberdade é a igualdade para todos”.

Plínio foi um dos três candidatos à Presidência que participaram de um evento promovido pela Associação Comercial de São Paulo, Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo e Confederação das Associações Comerciais do Brasil. O candidato do PSDB, José Serra , e a candidata do PV, Marina Silva , também serão sabatinados nesta tarde.

    Leia tudo sobre: EleiçõesPlínioPSOLeleiçõesBolsa Família

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG