PF prende deputado sob suspeita de compra de votos

Policiais deram flagrante em hotel de Campina Grande e apreenderam mais de R$ 50 mil em dinheiro vivo

Agência Estado |

selo

O deputado estadual Jacó Maciel (PDT-PB) foi preso pela Polícia Federal, hoje, em um hotel de Campina Grande, interior paraibano, na companhia de um vereador e um assessor. Com o deputado, a PF encontrou e apreendeu R$ 52,9 mil em dinheiro vivo. No quarto onde o deputado estava, os agentes da PF também apreenderam listas com nomes e apelidos de eleitores. Nas listas constavam os valores que supostamente seriam destinados a cada um.

Jacó Maciel é aliado do candidato do PSB ao governo da Paraíba, Ricardo Coutinho, e teve a candidatura à reeleição barrada pela Lei Ficha Limpa. A PF investiga se o dinheiro seria destinado à compra de voto. Segundo o delegado Marcelo Bessa, há indícios de que o deputado praticou e iria praticar compra de voto.

"Também encontramos recibos e notas fiscais de compra de material de construção. Vamos analisar o material. À primeira vista, há indícios da destinação de dinheiro também para estes fins", disse o delegado. O deputado negou que o dinheiro seria para a compra de voto.

    Leia tudo sobre: eleiçõeseleições pbdenúncia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG