PF indiciou 5 mil entre 2006 e 2009 por crimes eleitorais

Maior parte dos indiciamentos se deu no Estado do Tocantis, Rio de Janeiro aparece em segundo lugar e o Maranhão em terceiro

Severino Motta. iG Brasília |

Um balanço divulgado pela Polícia Federal mostra que entre os anos de 2006 e 2009 a Instituição abriu 20.179 inquéritos para investigar crimes eleitorais, que vão desde a realização de boca de urna à compra de votos e abuso de poder político e econômico. Do total, 5.508 pessoas foram indiciadas e respondem na Justiça pelos ilícitos.

O Estado do Tocantins apresenta o maior número de pessoas indiciadas pela PF. Ao todo, 841 foram levados à Justiça para responder pelos crimes. O Rio de Janeiro vem em seguida, com 486 indiciados. O Estado é seguido pelo Maranhão (408), Rio Grande do Norte (405), Paraná (328) e Minas Gerais (287).

A Polícia Federal não faz o acompanhamento dos casos na Justiça, por isso seu levantamento não apresenta quantos foram condenados e nem o número de pessoas que ainda respondem pelos crimes.

Dos 20.179 inquéritos aberto, a maior parte é 2008, quando aconteceram as eleições para perfeito e vereador. Naquele ano 8.312 investigações foram iniciadas. A partir delas 2.661 pessoas foram indiciadas e passaram a responder na Justiça pelos crimes.

Em 2006 foram indiciadas 1.764 pessoas, no ano seguinte foram 735 e, em 2009, 348.

    Leia tudo sobre: eleiçõespfbalançocrimeeleitoraleleições rj

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG