PF indicia ambulante que sacou R$ 5 mi em Manaus

Saques individuais de R$ 1 milhão foram feitos antes do primeiro turno, supostamente para comprar votos

Eduardo Asfora, iG Amazonas |

O vendedor ambulante Edivaldo Lopes de Aguiar, 28, foi indiciado pela Polícia Federal do Amazonas (PF-AM) por uso de documento falso. Ele foi preso em flagrante, antes das eleições do primeiro turno, ao tentar sacar R$ 5 milhões de uma agência do Banco do Brasil em Manaus (AM). Um segundo inquérito, que corre em segredo de Justiça, apura a origem e para onde seria destinado o dinheiro.

A polícia suspeita que seria para comprar votos. Edivaldo, usando o nome de Francisco Edivaldo Lopes – sócio majoritário da empresa Santher, fez cinco saques, no valor de R$ 1 milhão cada. As operações foram impedidas pela PF. As investigações sobre a utilização de documentação falsa terminaram ontem e o inquérito foi encaminhada à Justiça Federal.

O laudo pericial feito na certidão de nascimento confirmou as irregularidades. De acordo com a PF, o vendedor teria apresentado ainda duas identidades com outros nomes, mas a resposta oficial dos órgãos expedidores ainda não chegou. Depois de ser enviado à Justiça, o inquérito será encaminhado ao Ministério Público Federal do Amazonas (MPF-AM), que decidirá se denuncia Edivaldo.

    Leia tudo sobre: eleições ampf ammpf amcompra de votosprimeiro turno

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG