PF desvenda esquema de corrupção e fraudes no INSS de Goiás

Polícia dá início à Operação Guia e deve cumprir pelo menos dez mandados de prisão no Estado

Adriano Ceolin, iG Brasília e Rodrigo Viana, iG Goiás |

A Polícia Federal (PF) deu início na manhã desta quinta-feira à Operação Guia, que desvenda um esquema de corrupção e fraudes na Superintendência do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) de Goiás. A ação foi autorizada pelo juiz Alderico Rocha, da 5ª Vara da Justiça Federal.

Segundo o iG apurou, a PF tenta cumprir pelo menos 10 mandados de prisão. Como a operação ocorre sob sigilo, a Polícia e a Justiça não deram mais detalhes sobre o caso. A 5ª Vara da Justiça Federal, porém, confirmou que operação está em curso. As ações acontecem em Goiânia, Aparecida de Goiânia, Anápolis e Hidrolândia

Um dos alvos da operação é José Aparecido da Silva, gerente executivo do INSS Goiás. Ele é ligado ao PMDB local. Deputado federal candidato à reeleição, Leandro Vilela (PMDB) confirmou ao iG que José Aparecido está sendo investigado. “Ele é apoiador. Ele pede votos desde 2006, mas não é o coordenador da minha campanha".

Em Goiás, o ex-governador e senador Marconi Perillo (PSDB) lidera as pesquisas. No entanto, a cada dia aumenta a chance de haver segundo turno no Estado. O principal adversário do tucano é o ex-prefeito de Goiânia Iris Rezende (PMDB), que tem o apoio do PT. Em terceiro lugar nas pesquisas, aparece Valderlan Cardoso (PR).

    Leia tudo sobre: eleições GOINSSPolícia Federal

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG