Pessuti garante que não renuncia em favor de Osmar Dias no Paraná

Governador do PMDB diz que está aberto a novas conversas com senador do PDT, mas nunca desistiu da proposta de reeleição

Francisco Camargo, iG Paraná e Gabriel Costa, iG Brasília |

O governador Orlando Pessuti garantiu nesta quinta-feira em Corbélia, Oeste do Paraná, que continua pré-candidato e irá disputar a indicação na convenção do PMDB, marcada para o dia 27. Pessuti, que participou de cerimônia do programa de interiorização do governo, em Cascavel, declarou à rádio CBN que nunca desistiu de sua proposta de reeleição, embora tenha sido chamado para conversar com Osmar Dias.

“Nós continuamos com a nossa pré-candidatura, nunca dela desistimos. Em alguns momentos fomos chamados para discutir a possibilidade de uma candidatura de entendimento junto ao senador Osmar Dias, fizemos isso e estamos abertos a continuar conversando", disse. "Nós sempre quisemos e queremos, uma base muito forte de apoio no estado do Paraná à candidatura de Dilma Rousseff à Presidência da República e do Michel Temer a vice-presidente."

Nos últimos dias, Pessuti virou, de repente, personagem da novela em que se transformou a anunciada coligação do senador pedetista com o PSDB estadual. Desistiria da pré-candidatura ao governo em favor de Dias, que enfrentaria, então, Beto Richa.

O suposto arranjo, para que Dias pudesse sair candidato ao governo, numa aliança do PDT com o PMDB e o PT, teria o incentivo do próprio presidente Lula, que consideraria Pessuti fundamental nessa articulação. O governador admitiu à CBN que esteve com Dias duas vezes pessoalmente esta semana, além de terem conversado por telefone. Pessuti arrematou em Corbélia, no entanto, dizendo que não lhe faltam “disposição, coragem e os votos para a eleição”.

Na convenção nacional do PMDB, no último sábado, dia 12, Pessuti afirmou ao iG , após discursar em apoio à oficialização da posição de Temer como vice da presidenciável do PT, que “tudo leva a crer” que sairá como candidato à frente de uma base aliada que incluiria PT, PR, PC do B, PRB e PSC. Pessuti, porém, fez questão de destacar que o cenário no Paraná não está 100% definido. Caso de fato mantenha a candidatura, Pessuti será lançado oficialmente como candidato na convenção estadual do partido, dia 27.

Para tornar o quadro ainda mais nebuloso, enquanto Pessuti seguia para o interior, o deputado Waldyr Pugliesi, presidente do PMDB, revelava a jornalistas, na Assembleia Legislativa que, ainda hoje, Osmar e Pessuti retomariam as conversações de ontem, quarta-feira. Do lado tucano, Beto Richa não se pronunciou. Nem Osmar Dias.

    Leia tudo sobre: Orlando PessutiOsmar DiasParaná

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG