Pesquisa tucana aponta vitória de Dilma com diferença de 5 pontos

PSDB registra levantamento na Justiça Eleitoral para mostrar que a vantagem da petista é menor do que a apontada por institutos

Nara Alves, iG São Paulo |

Na tentativa de animar a militância, os eleitores indecisos, os aliados e, especialmente, os doadores em potencial, a coordenação de campanha do candidato do PSDB à Presidência, José Serra, registrou sua pesquisa interna na Justiça Eleitoral, que proíbe a divulgação de levantamentos informais. O objetivo é contrapor o resultado do PSDB ao de outros institutos, como Vox Populi, Ibope, Sensus e Datafolha.

De acordo com a pesquisa tucana, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, venceria José Serra no segundo turno se as eleições fossem hoje. Dilma aparece com 46,4% dos votos, contra 40,5% do tucano, de acordo com o levantamento divulgado nesta terça-feira pelo PSDB. A diferença de 5,5 pontos percentuais é menor do que a diferença apontada pelos demais institutos.

A última pesquisa Vox Populi/ iG , divulgada ontem, mostra que Dilma conta com 49% das intenções de voto. Com isso, ela tem uma vantagem de 11 pontos sobre Serra, que aparece com 38%.

O estudo encomendado pelo PSDB foi realizado pelo instituto carioca GPP, ligado ao ex-prefeito do Rio Cesar Maia, entre os dias 23 e 25 de outubro. A margem de erro é de 1,8 ponto para mais ou para menos. A pesquisa foi protocolada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número 37219/2010. A amostra teve 4.047 entrevistas realizadas em 23 Estados e no Distrito Federal.

De acordo com a senadora Marisa Serrano (PSDB-MT), coordenadora da campanha de Serra, "o GPP foi o único instituto que acertou que ia haver segundo turno eleitoral contra as expectativas da maioria das empresas de pesquisa".

    Leia tudo sobre: Eleições SerraPleito 2010pesquisa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG