Pesquisa Sensus indica que Hélio Costa venceria no primeiro turno

Levantamento em Minas também aponta Dilma Roussef (PT) à frente de José Serra (PSDB) na disputa pela Presidência

Bernardino Furtado, iG Belo Horizonte |

Uma pesquisa encomendada pelo PR-MG ao Instituto Sensus atribuiu 49,5% das intenções de voto para o pré-candidato a governador de Minas Gerais pelo PMDB, o senador Hélio Costa. O índice refere-se à modalidade estimulada, em que o pesquisador apresenta ao eleitor uma lista de nomes em quem poderia votar. O atual governador, Antonio Anastasia (PSDB), apareceu com 20,7% e José Fernando (PV), com 3,9%. Eleitores indecisos, que votariam em branco ou nulo somaram 25,9%.

Em relação à pesquisa anterior realizada pelo Sensus, em maio, Hélio Costa subiu 14 pontos percentuais, enquanto Anastasia teve queda de dois pontos. José Fernando também recuou cerca de dois pontos.

Até a última segunda-feira, dia 7 de junho, Costa nem sequer era o candidato confirmado da aliança PMDB-PT em Minas. Foi nesse dia em Brasília que a cúpula nacional dos dois partidos anunciou o nome do senador em detrimento do ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel (PT). O mais novo levantamento do Sensus foi feito nos dias 10 e 11 de junho (quinta-feira e sexta-feira).

Na pesquisa espontânea, em que o eleitor responde em quem votaria sem uma relação prévia de candidatos, Hélio Costa ficou com 21,1%, Anastasia com 12,2% e José Fernando com 1,7%. Citaram outros nomes 1,1% dos entrevistados, ao passo que 7,3% citaram o ex-governador Aécio Neves (PSDB), que é pré-candidato ao Senado.

Num hipotético 2º turno, diante da lista de nomes apresentada pelos pesquisadores do Sensus, os entrevistados deram 54,5% das intenções de voto para Hélio Costa e 22,3% para Antonio Anastasia. Indecisos, que votam nulo ou em branco somaram 23,1%.

O Sensus testou também o limite de votos dos dois principais candidatos na eleição de Minas Gerais. Hélio Costa é o único em que votariam 27,3% dos entrevistados. Anastasia atingiu 16%. Diante da pergunta "poderiam votar", 41,9% apontaram Hélio Costa e 19,8%, Antonio Anastasia. Em relação ao índice de rejeição, não votariam em Costa 15,4% dos entrevistados e em Anastasia, 19,3%.

O governador de Minas, que era vice de Aécio Neves, e assumiu o cargo em abril, é desconhecido para 36,2% dos entrevistados, enquanto apenas 7,7% disseram não conhecer Hélio Costa. O Sensus divulgou ter ouvido 1,5 mil eleitores de 53 municípios. A margem de erro é de 2,5%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais sob o número 34.286/2010.

Pesquisa para Presidente da República

O Sensus pesquisou também as intenções de voto para presidente da República em Minas Gerais. Na modalidade estimulada, Dilma Rousseff (PT) aparece na frente com 37,3%, seguida de José Serra (PSDB), com 32,1% e Marina Silva (PV), com 7,3%. Brancos, nulos e indecisos somariam 20,6%. Num possível segundo turno, o tucano estaria à frente, com 41,7%, tecnicamente empatado com Dilma, que alcançaria 40,5%. A margem de erro também é de 2,5% do total.

Na pesquisa espontânea, no primeiro turno, Dilma Rousseff (PT) somou 24,3, enquanto José Serra (PSDB) teve 18% e Marina Silva, 4,2%. A pesquisa para presidente da República do Sensus com eleitores de Minas foi registrada no Tribunal Superior Eleitora (TSE) sob o número 14.772/2010.

    Leia tudo sobre: Hélio CostaAntonio AnastasiaSerraDilmaMinas Gerais

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG