Presidenta do TRE do Amazonas pede às mulheres e jovens que votem conscientes

A presidenta do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), desembargadora Graça Pessoa Figueiredo, afirmou que “é importante que o eleitor não se deixe influenciar por candidatos que só aparecem de quatro em quatro anos. Nós batalhamos pela moralidade e ética do voto, para que ele seja feito em benefício do Brasil”.

O objetivo do TRE – acrescentou – “é conscientizar o eleitor, principalmente os jovens e as mulheres, que constituem 50% do eleitorado, de que é de que é necessário votar com consciência, avaliar as melhores propostas e escolher um candidato que responda aos anseios do eleitor”.

A desembargadora informou que o TRE “está fazendo atividades itinerantes em escolas, mercados, feiras com o objetivo de orientar bem o eleitor e fazer com que este voto venha em benefício do Brasil.” Neste sentido, o TRE iniciou sexta-feira (17) a segunda edição da Campanha Eleições Limpas, através de audiência pública.

O objetivo da audiência pública “é conscientizar os eleitores da importância do voto e do papel que cada um tem a cumprir na fiscalização das eleições. O TRE estar atento para a tentativa de compra de voto por alguns candidatos, se essa prática ocorrer, mesmo de forma sutil, com o oferecimento de um presente, a prestação de um serviço ou mesmo de um favor,”  advertiu.

Transporte

A desembargadora Graça informou que o TRE enviou ofício solicitando a gratuidade do transporte coletivo no dia das eleições e garantiu que uma equipe ficará responsável por percorrer as garagens dos ônibus e verificar se a quantidade liberada atenderá população.

A próxima audiência pública promovida pelo TRE-AM será realizada quarta-feira (24), no Centro Cultural Thiago de Melo, localizado na Avenida grande Circular, 9018, bairro Amazonino Mendes, na zona Leste. Ela convida a comunidade a participar do evento.

Eduardo Asfora

O jornalista Eduardo Khoury Asfora é o novo correspondente do Portal iG no Amazonas, em substituição a Mário Bentes, que não pôde conciliar a agenda profissional com essa tarefa. Asfora concluiu curso de jornalismo na UNICAP em 2003. Ele é especializado em Relações Internacionais na Era da Globalização (outubro 2003 a dezembro 2004) pela Universidade Católica de Pernambuco.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.