PDT denuncia fraude no 1º turno das eleições em AL

Partido alega que teriam ocorrido irregularidades na coleta de votos em seções eleitorais de Maceió e do interior do Estado

Agência Estado |

selo

O Partido Democrático Trabalhista (PDT), que tem como candidato ao governo do Estado o ex-governador Ronaldo Lessa, entrou esta semana com uma denúncia de fraude junto ao Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE-AL). De acordo com a assessoria do partido no Estado, a denúncia foi protocolada na última terça-feira e assinada pela advogada do PDT Nacional, Maria Aparecida Rocha Cortiz.

No documento o partido alega que teriam ocorrido irregularidades durante a coleta dos votos no primeiro turno das eleições deste ano, em Maceió e no interior do Estado. Segundo a denúncia feita pelo PDT, teria ocorrido fraude em 1.065 seções eleitorais, onde foi registrado, segundo a legenda, o "crescimento acentuado de votos rápidos no final da votação".

Com a denúncia, os advogados do PDT buscam fazer com que a Justiça Eleitoral abra investigação sobre o tema, de modo a comprovar ou não se houve algum tipo de irregularidade por parte dos mesários e presidentes de mesas nas referidas seções. O partido justifica o pedido de investigação mostrando que a inserção dos votos nessas seções aconteceu muito rapidamente e que a interferência dos mesários seria capaz de alterar o resultado da eleição.

No documento, a advogada solicita ainda que o TRE-AL impeça a votação pelos mesários nas seções descritas, e que convoque os presidentes dessas mesas para esclarecimentos. O voto rápido, segundo o documento, consistiria naquele finalizado em 40 segundos, entre a autorização pelo mesário e confirmação pelo eleitor - a própria Justiça Eleitoral considera crítico o período compreendido entre as 16 horas e o final da votação.

De acordo com a assessoria do TRE, a denúncia foi encaminhada ao Ministério Público Eleitoral em Alagoas e está sendo analisada pelo procurador regional eleitoral Rodrigo Tenório. No entanto, até o final da tarde de hoje, Tenório ainda não tinha se pronunciado a respeito da denúncia, que poderá ser levada ao Pleno do Tribunal, para ser apreciada pelos demais integrantes da corte.

O ex-governador Lessa disputa o segundo turno das eleições alagoanas com o atual governador Teotônio Vilela Filho (PSDB). No primeiro turno, Vilela chegou em primeiro lugar com 39% dos votos. Lessa alcançou o segundo lugar, com 29%, e Fernando Collor em terceiro, com 28%.

    Leia tudo sobre: eleições allessapdtprimeiro turno

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG