Partido não pode subir no salto, diz Dutra

Presidente do PT disse que a ultrapassagem de Dilma sobre Serra mostra que o partido está no caminho certo, mas é hora de cautela

Severino Motta, iG Brasília |

O presidente do PT, José Eduardo Dutra, ao mesmo tempo em que comemorou o resultado da pesquisa Vox Populi pediu “calma”. Segundo ele, a diferença de três pontos com a ex-ministra Dilma Rousseff à frente do tucano José Serra mostra que seu partido “está no caminho certo”, mas não pode “subir no salto”.

“Três pontos é empate técnico. Como falta muito para as eleições temos que analisar as pesquisas com muita cautela, mas mostra que estamos no caminho certo. Agora o que não podemos é subir no salto, e não vamos fazer isso”, disse.

Dutra ainda disse que na fase de pré-campanha o principal objetivo do PT é tornar Dilma conhecida pelo eleitor e fortalecer o vínculo da ex-ministra com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Nessa fase de pré-campanha o mais importante é tornar Dilma conhecida. Quanto mais a população vincular ela ao PT e ao presidente Lula mais ela vai crescer. Essa é a estratégia nesse período”, disse.

O presidente do PT também fez críticas a José Serra e disse que o eleitor está confuso devido à postura adotada pelo tucano que concorre contra o PT mas evita fazer críticas ao presidente Lula.

“A candidatura da oposição está ambígua. Hora bate hora elogia. O Serra tem vez que fala bem do governo outras esculhamba. Isso faz com que ele perca credibilidade”.

Por fim, Dutra disse que a eleição ainda está longe e a escolha dos eleitores deve ser feita próxima ao pleito. “Os números são preliminares e na espontânea muita gente ainda não sabe em quem votar. As coisas só vão se consolidar quando a campanha começar na televisão”.

Procurada para comentar a pesquisa, Dilma respondeu por meio de sua assessoria que não falaria sobre os números.

    Leia tudo sobre: dilmaserraeleiçãopesquisavox populi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG