Pará usará nova tecnologia nas eleições

O novo sistema de transmissão via internet vai dinamizar processo de apuração no Estado

Pollyana Bastos, iG Pará |

O Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA) vai utilizar novas tecnologias para a transmissão dos dados das votações nas eleições deste ano. As localidades de mais difícil acesso vão contar com a estrutura de 385 pontos de transmissão via satélite. E os votos da Região Metropolitana de Belém serão enviados à central de apuração via internet.

A solução baseada em pen drives foi desenvolvida em conjunto pelos TREs do Pará e Tocantins. Para manter a segurança do processo, os técnicos do tribunal desenvolveram uma rede virtual privada (RVP). Os dados serão criptografados e só poderão ser decodificados pelo TRE-PA. A implantação da nova tecnologia deve agilizar a contagem dos votos no Estado.

A expectativa é que a apuração termine ainda no domingo, dia da eleição. Este ano foram gastos R$ 19 milhões para estruturar o processo eleitoral no Pará. O Estado recebeu do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) 16 mil novas urnas eletrônicas para serem utilizadas nos municípios do interior. Em 2008, apenas 30% das urnas utilizadas no Estado apresentaram problemas.

Tropas federais

Além dos novos equipamentos, o Pará foi o Estado brasileiro que pediu maior reforço de tropas federais para manter a segurança durante as eleições. Elas devem atuar em 106 municípios paraenses, mas o Ministério da Defesa ainda não divulgou o efetivo que deve ser enviado ao Estado.

De acordo com o Presidente do TRE-PA, João Maroja a solicitação teria partido principalmente dos magistrados mais jovens lotados em comarcas do interior e citou o atentado contra o presidente do TRE de Sergipe, Luiz Mendonça, como um dos motivos de precaução.

A segurança também vai mobilizar cerca de 5 mil policiais militares em todo o território paraense. As forças armadas vão ajudar na logística do processo, com o transporte de equipamentos e pessoal nas regiões mais distantes da capital.

    Leia tudo sobre: eleições patre patropas federaisnovs tecnologia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG