Para Bolívia, declaração de Serra é irresponsável

'Irresponsáveis' e 'político-eleitorais' foram as expressões utilizadas hoje pelo Ministério da Relações Exteriores da Bolívia

iG São Paulo |

"Irresponsáveis" e "político-eleitorais" foram as expressões utilizadas hoje pelo Ministério da Relações Exteriores da Bolívia para definir as declarações dadas pelo candidato do PSDB à Presidência, José Serra, que afirmou nesta semana que o governo boliviano poderia ser cúmplice do contrabando de cocaína para o Brasil. Segundo a chancelaria boliviana, as declarações do tucano foram "desaprensivas" (palavra usada para 'irresponsáveis', 'imorais' ou 'inescrupulosas'), pois "fariam alusão a nosso país em relação ao tráfico ilegal de drogas". 

A diplomacia boliviana indicou que "rejeita enfaticamente as declarações". Segundo a chancelaria em La Paz, as afirmações do presidenciável tucano poderiam "ser atribuídas provavelmente à intenções político-eleitorais de absoluta incumbência de sua candidatura". 

Mas segundo a chancelaria, "como tais afirmações não refletem a realidade, o Ministério das Relações Exteriores manifesta que os governos da Bolívia e do Brasil estão realizando ações conjuntas na luta contra o flagelo do narcotráfico, no marco da Segunda Estratégia de Cooperação entre a polícia da Bolívia e o Departamento da Polícia Federal (PF) do Brasil, conforme a responsabilidade compartilhada que existe neste assunto". 

No comunicado, a chancelaria boliviana sustenta que o governo em La Paz "ratifica o compromisso assumido de luta contra o tráfico ilícito de drogas, o mesmo que se reflete através dos resultados obtidos, em coordenação com os organismos internacionais especializados no assunto".

    Leia tudo sobre: serrabolíviatráfico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG