Presidente do diretório regional tucano diz que aval para selar aliança foi dado pelo comando nacional do partido nesta madrugada

O presidente do PSDB no Distrito Federal, Márcio Machado, anunciou nesta quarta-feira um acordo para selar o palanque do candidato tucano à Presidência, José Serra, com o ex-governador Joaquim Roriz (PSC). A decisão, segundo o dirigente tucano, foi tomada em uma reunião realizada na casa de Roriz, na qual estiveram presentes representantes dos principais partidos que negociam uma coligação para a disputa regional – PSC, PSDC, PT do B, PRTB, PR e PSDB.

“Todos sabem que Roriz tem eleitorado cativo e Serra não pode ignorar esse apoio”, disse Machado Depois da reunião, o ex-governador disse que espera vencer no primeiro turno e ajudar a eleição de Serra. "Eu disputo com o PT há 20 anos. Não é agora que vou ficar contra aquele que também combate o PT. Agora, José Serra tem palanque."

A decisão ocorre um dia após o comando nacional do PSDB se reunir com partidos aliados e representantes da área jurídica da campanha de Serra para debater o alcance da lei Ficha Limpa. Questionado se obteve aval da direção nacional tucana para anunciar um acordo em torno de Roriz, Machado afirmou: “O comando nacional deu aval hoje à 1h30 da manhã”, disse o dirigente.

Pelo desenho acertado ontem para a chapa, a tucana Maria de Lourdes Abadia deverá se lançar candidata ao Senado pela coligação. Roriz ainda tenta fechar o acordo com o PR para a eleição, de forma a assegurar o nome do deputado Jofran Frejat no posto de vice.

DEM

Aliado ao PSDB na esfera nacional, o DEM deve optar pelo lançamento de canidadtura própria no DF. O nome será o do deputado federal Alberto Fraga. Na disputa para o Senado, o partido deverá lançar Adelmir Santana como candidato à reeleição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.