Padre Marcelo pede oração para Serra

Ao lado do prefeito Gilberto Kassab, pré-candidato tucano foi a missa no Santuário do Terço Bizantino

AE |

No dia de Corpus Christi, umas das principais festas cristãs, o pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra, recebeu a oração de cerca de 15 mil fiéis em uma missa no Santuário do Terço Bizantino, na capital paulista. Com ar sereno, o tucano acompanhou a cerimônia de um palco-altar. Rezou, cantou e bateu palmas, acompanhado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM) e um de seus coordenadores de campanha, Caio Carvalho.

A reza de uma Ave-Maria por Serra e Kassab foi iniciativa do padre Marcelo Rossi, que comandou a missa junto com o bispo da Arquidiocese de Santo Amaro, Dom Fernando Figueiredo. "Em ano de eleição, orem por nossos amigos, o prefeito Kassab e, de modo especial, por Serra", pediu padre Marcelo.

Enquanto Dom Fernando caminhava pela igreja carregando o Santíssimo Sacramento, estandarte dourado com uma hóstia no centro, representação do corpo de Cristo, padre Marcelo rezou dez Ave-Marias. Cada uma foi dedicada a um público, como mulheres, homens, doentes, jovens e idosos. Depois da oração para Serra, o religioso dedicou uma Ave-Maria a todos os políticos. "A igreja acolhe a todos com muito carinho", justificou.

Serra comungou. Depois de receber a hóstia de Dom Fernando, sentou, fechou os olhos, baixou a cabeça e ficou alguns minutos em oração, enquanto padre Marcelo entoava uma canção suave. O tucano, que foi recebido com palmas cordiais dos fiéis, leu uma breve passagem do livro de Gênesis e passou boa parte da missa mascando chiclete e acenando para o público.

Ao final da missa, Kassab contou que ele e o ex-governador foram convidados pelos religiosos para a cerimônia. Serra conversou por dez minutos com padre Marcelo e Dom Fernando, em uma sala nos fundos da igreja e deixou o santuário sem falar com a imprensa.

Padre Marcelo, que está há um mês usando cadeira de rodas, depois de levar um tombo da esteira enquanto corria, pediu ao presidenciável atenção especial aos deficientes físicos. Entre as promessas de pré-campanha de Serra está a criação de um ministério para atender esse público. O religioso esquivou-se de responder se a recepção calorosa a Serra representava um apoio político. "Nem minha mãe sabe em quem eu voto."

    Leia tudo sobre: José SerraCorpus Christi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG