Osmar abre caminho para DEM forçar saída de Alvaro

Candidatura de irmão de Alvaro Dias ao governo do Paraná dá argumentos para o DEM convencer Serra trocar vice

Adriano Ceolin, iG Brasília |

O anúncio do lançamento da candidatura de Osmar Dias (PDT) ao governo do Paraná com o apoio do PT deu os argumentos que faltavam ao DEM para enterrar de vez a indicação do irmão dele, Alvaro Dias (PSDB-PR), como vice do tucano José Serra na disputa pela Presidência da República.

“São fatos novos que vão colaborar para um bom desfecho desta crise”, disse o presidente nacional do DEM, Rodrigo Maia (RJ). Ninguém vai se manifestar na linha do radicalismo. Nós queremos construir uma aliança sólida. Tenho certeza que vamos trabalhar a madrugada inteira”, completou.

A cúpula do DEM soube da decisão de Osmar no fim da noite desta terça-feira enquanto estava reunida na casa do senador Heráclito Fortes (DEM-PI), em Brasília. Imediatamente, Rodrigo Maia resolveu terminar o encontro e ir para São Paulo.

Na capital paulista, ele vai se reunir com Serra e fazer seguinte negociação: retirada de Dias da vice e escolha de um outro, que pode do DEM indicado pelo PSDB ou dos tucanos indicado pela cúpula dos democratas. Um cardeal do partido confirmou que Pimenta da Veiga, ex-ministro das Comunicações, é um dos tucanos cotados pelo DEM

    Leia tudo sobre: ViceOsmarAlvaro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG