Oposição procura 'bala de prata', diz Dilma sobre denúncias

Candidata petista rechaça qualquer ligação com suposto esquema divulgado neste sábado pela revista 'Veja'

Rodrigo Rodrigues, iG São Paulo |

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff , disse neste sábado que a oposição tenta achar uma "bala de prata" contra a sua candidatura ao tentar ligá-la a eventuais escândalos. Ao chegar ao Hospital Sírio e Libanês, em São Paulo, onde visitou o vice-presidente José de Alencar, Dilma comentou as denúncias trazidas na última edição da revista Veja contra Erenice Guerra, que foi seu braço direito e hoje a substitui no cargo de ministra-chefe da Casa Civil.

Dilma defendeu Erenice e rechaçou qualquer ligação da campanha dela com eventuais esquemas de lobby como os que foram denunciados pela revista, enfatizando que saiu do ministério há mais de seis meses e não acompanha as atividades do governo. A candidata disse que Erenice Guerra é uma pessoa de total confiança, mas que após deixar o governo só esteve com ela por duas vezes.

"Tenho certeza de que a ministra Erenice vai se defender, se é que já não se defendeu. (...)Essa é uma questão eminentemente governamental. Acho que o governo vai apurar essas denúncias adequadamente", disse Dilma.

A candidata rebateu a acusação do candidato do PSDB à Presidência, José Serra, de que a Casa Civil é um "centro de maracutaias", avaliando a afirmação como uma tentativa de ligá-la ao novo escândalo.  “Meu adversário parece ter perdido todas as estribeiras e periga passar a eleição inteira sendo chamado de caluniador”, afirmou Dilma, acrescentando ter certeza de que o governo vai apurar as novas denúncias. Segundo ela, a oposição procura "a bala de prata" com a qual seria possível reverter a vantagem que as pesquisas de intenção de voto lhe conferem.

Visita

Após visitar o vice-presidente, Dilma declarou que Alencar encontra-se "bem disposto e louco para deixar o hospital". Segundo a candidata, Alencar lamentou não ter gravado um depoimento de apoio a ela para ser exibido no horário eleitoral gratuito. "Ele está maravilhoso. A aparência dele é extremamente saudável. Ele não se entrega, é um guerreiro impressionante”, afirmou a petista.

O vice-presidente da República, José Alencar, está internado desde sexta-feira no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, por conta de um edema pulmonar agudo. O boletim médico divulgado neste sábado informa que Alencar se recupera bem e foi transferido da UTI para a Unidade de Terapia Semi-Intensiva.

Alencar enfrenta um câncer na região abdominal desde 1997 e nos últimos anos passou por 15 cirurgias. No último mês de julho ele ficou sete dias internado no hospital e passou por um cateterismo (procedimento para verificar as condições das veias sanguíneas).

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG