Segundo e terceiro colocados no Ibope maranhense tentam relativizar vantagem apontada para a peemedebista Roseana Sarney

Os candidatos da oposição ao governo do Estado do Maranhão, Jackson Lago (PDT) e Flávio Dino(PCdoB), questionaram o resultado da pesquisa Ibope/TV Mirante divulgado na sexta-feira da semana passada. Pela pesquisa, Roseana Sarney (PMDB) lidera a corrida rumo ao Palácio dos Leões com 47% das intenções de voto. Lago vem em segundo com 25% e Dino aparece com 13%.

Flávio Dino afirmou que o instituto já cometeu outros erros em levantamentos anteriores no Estado. Ele citou como exemplo os prognósticos do instituto quanto à eleição ao governo do Estado de 2006 e quanto à disputa pela prefeitura de São Luís em 2008. "Nas duas, o Ibope afirmou que as eleições acabariam no primeiro turno, mas em ambas houve segundo turno", disse. "Não me atenho à pesquisa. O termômetro da minha campanha é a rua e a rua está ótima", complementou.

Já Jackson Lago declarou que pesquisas são apenas "diagnósticos", não "prognósticos". "Se eu acreditasse em pesquisas, nunca teria vencido uma eleição. O nosso eleitor, que só tem contato com o contraponto de opinião durante o período eleitoral, tende a se manifestar tardiamente, depois de um longo processo de maturação que vai dissolvendo o torpor do cenário em que ele vive", disse o ex-governador do Estado.

A governadora Roseana Sarney, por sua vez, afirmou que estava satisfeita com o resultado da pesquisa Ibope/TV Mirante, classificando-a como uma avaliação do seu trabalho. Entretanto, ela fez uma ressalva. "Eu não discuto pesquisa, porque ninguém quer se enganar com pesquisa", declarou

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.