Omar Aziz, governador

A trajetória de um paulista iniciado na política no Amazonas, que se reelegeu hoje com o apoio de Lula

Eduardo Asfora, iG Amazonas |

Só falta o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE) anunciar oficialmente. O governador do Amazonas, Omar Aziz, se reelegeu neste domingo para mais quatro anos de mandato à frente do governo do Estado. É o resultado de uma trajetória política que conta inclusive com o apoio político do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Omar Aziz é filho de pai palestino e de mãe brasileira. Omar nasceu em 13 de agosto de 1958, na cidade Garça, interior de São Paulo. Em 1980, ingressou na universidade e não tardou para se juntar ao movimento estudantil, no qual iniciou os primeiros passos na política.

Em 1988 assumiu uma vaga na Câmara Municipal de Manaus, tendo atuação de destaque ao lado de líderes políticos no Amazonas como o ex-senador Jefferson Peres e lideranças emergentes como Robério Braga e a deputada Vanessa Graziotin.

Ascensão política

Em 1992 Omar Aziz foi eleito vereador mais votado, assumindo a presidência da Câmara Municipal de Manaus, graças à sua liderança e poder de articulação política. Da política estadual para a política federal foi um pulo. Em 1994 foi eleito o deputado Federal mais votado do Amazonas.

Nos anos de 1996 e 2000, foi vice-prefeito de Manaus. E nos períodos de 2002 e 2006 foi eleito vice-governador do Estado. O governador era Eduardo Braga, que deixou o cargo para concorrer ao Senado. Aziz assumiu o governo. Com as reviravoltas políticas, Omar e Alfredo se tornaram adversários.

Aziz venceu as eleições deste domingo (3) com o apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de quem foi ministro dos Transportes. Quando foi reeleito governador, após a interinidade do vácuo deixado por Alfredo Nascimento – a quem derrotou nestas eleições – recebeu uma votação expressiva com mais de 80%. Lula, por sinal, apesar de ter declarado apoio político também à Nascimento, apareceu no programa do horário eleitoral na TV pedindo votos para Aziz.

Apoio

Omar tem a seu favor o apoio incondicional de Eduardo Braga, que comandou o Amazonas por oito anos e realizou várias conquistas como ter trazido a Copa do Mundo de 2014 para Manaus, a manutenção da Zona França, a participação em encontros mundiais de discussão sobre aquecimento global e a revitalização dos igarapés na capital.

Aziz usou essas realizações políticas como bandeira de campanha. Ao pedir votos ao eleitorado amazonense, falava também na continuidade de um projeto político e administrativo, de um comando dentro do Estado e promessa de manutenção de suas conquistas no interior e na capital.

De acordo com o cientista político e professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Gilson Gil, apesar de essas eleições amazonenses terem apresentados dois “concorrentes expressivos” – Aziz e Alfredo Nascimento –, "as propostas se equivalem e apoio de Lula indicou para uma manutenção do suporte do Governo Federal ao Estado."

Ainda de acordo com o professor Gilson,"tudo caminhou para uma vitória de Omar e uma continuidade no governo amazonense, e o mesmo aconteceria se Alfredo Nascimento fosse eleito,” complementa.

O governo do Amazonas foi disputado, além de Aziz e Nascimento, por cinco candidatos. Os três restantes foram Hissa Abrahão (PPS), Luís Navarro (PCB), Herbert Amazonas (PSTU) e Luiz Sena (PSOL).

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG