Office boy depõe na PF sobre quebra de sigilo

Ademir Estevam Cabral, envolvido na violação do sigilo fiscal da filha de José Serra, não dá declarações à imprensa

Rodrigo Rodrigues, iG São Paulo |

O office boy Ademir Estevam Cabral, envolvido nas acusações de violação do sigilo fiscal de Verônica Serra e Alexandre Bourgeois, filha e genro do presidenciável tucano José Serra , voltou a depor hoje na Superintendência da Polícia Federal de São Paulo. Ele ficou na sede da PF por pelo menos duas horas e meia e estava acompanhado do filho dele. Cabral depôs perante o delegado Hugo Uruguai, que preside o inquérito sobre quebras de sigilo na Receita Federal. Cabral chegou e saiu sem falar com os jornalistas.

Ontem, a PF indiciou Ademir e o contador Antonio Carlos Atella Ferreira pelos crimes de uso de documento falso e violação de sigilo. Atella protocolou as procurações forjadas em nome de Verônica e Alexandre em Santo André, mas afirma ter recebido, das mãos de Cabral, os documentos já preenchidos e assinados. Cabral, por sua conta, nega essa versão.

Seis pessoas já foram indiciadas pela Polícia Federal no escândalo das violações de sigilo, entre elas a servidora do Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados) Adeildda Leão dos Santos. (Com informações da Agência Estado).

    Leia tudo sobre: pleito 2010eleições serrasigilo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG