Candidata disse que tucanos têm uma visão elitista e supõem 'ingenuidade absurda do povo'

A candidata do PT a presidência da República, Dilma Rousseff, disse neste domingo, em Brasília, que o PSDB, ao usar imagens do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em suas propagandas eleitorais supõe uma “ingenuidade absurda do povo”. Para ela, o “povo não vai ser ingênuo” e saberá diferenciar quem é apoiado por Lula.

Agência Estado
Dilma Roussef fala sobre segurança pública em Brasília
“Quem usa a imagem tem uma visão elitista, acham que o povo acredita que quem foi contra o governo por oito anos e incentivou a teoria do medo, que critica de manhã e de tarde, que disse que é contra tudo do governo, e a noite usa o presidente Lula... Pelo amor de Deus, eu não acredito que o povo seja ingênuo”, disse.

A candidata não confirmou se Lula irá entrar com ações na Justiça contra o uso de sua imagem na propaganda tucana. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), somente ele tem tal direito. O presidente do PT, José Eduardo Dutra, contudo, disse que o partido vai recorrer ao plenário do TSE contra tal entendimento, e espera que a representação ajuizada pelo partido tenha sucesso.

Divisão de cargos

Dilma disse que histórias sobre o PMDB estar dividindo o governo e solicitando ministérios antes mesmo das eleições não chegaram a ela nem a sua coordenação de campanha. “Não me manifesto sobre questões que estão na imprensa e não chegaram até mim. Não sabemos se são reais”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.