No Twitter, Lobão critica vinculação de seu nome a ministério

Candidato do PMDB ao Senado diz que especulações sobre o seu futuro não contribuem para o debate

Wilson Lima, iG Maranhão |

O candidato ao Senado pelo Maranhão, Edison Lobão (PMDB), criticou em seu microblog (twitter) as especulações de uma possível volta ao Ministério de Minas e Energia. Lobão deixou o ministério esse ano para concorrer à reeleição ao Senado.

Em seu twitter, Lobão classificou como um “desserviço ao país” qualquer conversa a respeito antes das eleições. “A eleição não acabou, ninguém ainda foi eleito, mas adversários insistem em me nomear para o Ministério da Dilma. Sou candidato mesmo é ao Senado”, declarou Lobão. “Falar em Ministério de um futuro governo, que sequer foi eleito, neste momento, é prestar um desserviço ao País”.

Nas últimas semanas, Lobão tem sido citado em revistas de grande circulação como um dos nomes certos para o Ministério de Minas e Energia em um eventual governo Dilma. A especulação está sendo utilizada por adversários como arma na propaganda eleitoral já que o primeiro suplente de Lobão é seu filho, Edinho Lobão.

O ex-ministro de Minas e Energia é apontado como favorito a uma das vagas ao senado no Maranhão. Ele lidera todas as pesquisas de intenções de voto. Na última, EScutec/O Estado divulgada na semana passada, ele aparece com 54,8% das intenções de voto, quase 15% a mais que o segundo colocado, João Alberto (PMDB), também da coligação “O Maranhão não pode Parar”.

    Leia tudo sobre: eleições masenadolobão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG