Candidatos ao Palácio Piratini dão início a atos eleitorais oficiais no estado

Nesta terça-feira, dia do início oficial das campanhas, acontecem as primeiras grandes movimentações eleitorais no Rio Grande do Sul após as convenções. O primeiro debate da campanha ao governo do Rio Grande do Sul aconteceu a partir das 8h10min, na Rádio Gaúcha. Em seguida, por volta das 10h30, começou, na Esquina Democrática, tradicional local de efervescência política em Porto Alegre, um ato do PT com a presença da candidata à Presidência Dilma Rousseff.

No lançamento oficial de sua candidatura, Tarso Genro tenta fortalecer a ideia de união com o governo federal. Seu slogan foi o primeiro entre os principais concorrentes ao Piratini a ser lançado: “Rio Grande do Sul, do Brasil, do mundo”.

José Fogaça (PMDB) tem seu primeiro ato oficial como candidato na Praça da Esplanada, no bairro da Restinga, também na capital gaúcha. Líderes nacionais não devem comparecer, mas as lideranças locais, como Pedro Simon, Germano Rigotto e Eliseu Padilha, estarão presentes. Segundo Padilha, “O PMDB/RS vai declarar, oficialmente, neutralidade ativa”.

O PSOL, de Pedro Ruas, promove uma caminhada pelo Centro de Porto Alegre, com concentração a poucas quadras do encontro do PT, entre as ruas Caldas Jr. e Andradas. As principais lideranças do partido no Rio Grande do Sul, como Roberto Robaina e Luciana Genro, irão participar da caminhada.

O PSDB, por meio de sua assessoria, informou que a atual governadora, Yeda Crusius, está fazendo campanha apenas após o expediente e, a princípio, não há nada programado além de uma reunião entre os presidentes dos partidos coligados, na sede do partido.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.