No rádio, Anastasia e Hélio citam mais seus padrinhos do que a si

Candidatos ao governo de Minas usam o primeiro programa do Horário Eleitoral Gratuito para falar de seus aliados políticos

Eduardo Ferrari, iG Minas Gerais |

Uma semelhança aproximou os principais adversários ao governo de Minas Gerais na estréia de seus programas de rádio no Horário Eleitoral Gratuito na manhã desta quarta-feira (18). Tanto o governador Antônio Anastasia (PSDB), candidato à reeleição, quanto o ex-ministro Hélio Costa (PMDB), líder nas pesquisas de intenção de voto, falaram mais de seus aliados políticos do que se suas próprias candidaturas.

Hélio Costa, o primeiro a ir ao ar, reforçou a presença em sua chapa do ex-ministro Patrus Ananias e do apoio de Lula e Dilma. Lula, aliás, foi citado oito vezes durante o programa de cerca de cinco minutos de duração. Hélio respondeu à pergunta de por que votar em Patrus e logo em seguida ouviu o seu candidato a vice responder porque deveria votar nele. Ambos reforçaram suas trajetórias como ministros no Governo Federal. Lula também deu seu depoimento, gravado durante o primeiro comício realizado no dia 10 de junho, em Belo Horizonte para mais de 10 mil pessoas: “É uma honra pedir voto para Hélio Costa e Patrus Ananias. Quem vota em um, vota no outro”, disse.

Hélio Costa também citou o ex-governador e candidato ao Senado, Aécio Neves (PSDB), afirmando que os resultados de seu governo em Minas foram alcançados devido ao bom momento do Brasil. “Aécio realizou um excelente governo, isso é inegável, mas ele soube aproveitar o bom momento do Brasil no governo Lula para isso”, afirmou.

Na sequência, foi a vez de Anastasia se apresentar como o governador que, junto com Aécio Neves, ajudou a transformar Minas. O atual ocupante do Palácio da Liberdade foi mostrado como um alguém convocado por Aécio para seu governo e como o autor do “choque de gestão” que recuperou a capacidade de investimentos do estado. O locutor reforçou: “A candidatura de Anastasia é como se fosse a campanha de reeleição de Aécio.”

O programa também reforçou a última pesquisa de intenção de votos Vox/Band/iG, divulgada na sexta-feira (13), onde Anastasia alcançou 26% contra 36% do “outro” candidato (sem citar Hélio Costa) e diminuiu para 10 pontos a diferença apontada na pesquisa anterior, realizada ainda em julho. Anastasia, ao contrário de Hélio, não citou em seu programa de rádio o apoio do candidato de sua coligação à presidência da república. José Serra.

Senado

Fernando Pimentel (PT), o primeiro candidato ao Senado no horário eleitoral, apresentou-se como o “candidato do presidente Lula” e como “amigo” da candidata Dilma Roussef. “Pimentel foi o melhor prefeito do Brasil e, o mais importante, é um grande amigo da futura presidente ( sic ) Dilma. Tem coisa melhor do que isso, termos Pimentel no Senado com Dilma na Presidência?”, disse Lula em depoimento gravado.

Em seguida, Aécio Neves apresentou sua candidatura ao Senado reforçando sua trajetória na Câmara Federal e no governo de Minas: “Depois de dois mandatos como governador do Estado, estou pronto para representar Minas no Senado Federal. Junto com Anastasia, vamos faz o melhor para Minas Gerais”, afirmou.

Itamar Franco (PPS) foi o último candidato ao Senado a se apresentar e também reforçou sua aliança política com Aécio Neves. Itamar explicou porque resolveu se candidatar novamente (o político esteve sem cargo público nos últimos quatro anos) e ouviu o depoimento de Aécio elogiando sua trajetória política.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG