No Maranhão, Dino fecha campanha com rombo de R$ 300 mil

Candidato do PCdoB arrecadou R$ 2,8 milhões e gastou R$ 3,1 milhões; seu limite de gastos foi de R$ 8 milhões

Wilson Lima, iG Maranhão |

O deputado federal Flávio Dino (PcdoB) terminou a campanha ao governo do Estado do Maranhão com um rombo de aproximadamente R$ 300 mil, conforme os números do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Pelos dados do TSE, Dino arrecadou R$ 2.825.671,00, mas teve um gasto de R$ 3.107.475,50. Durante a fase preliminar da campanha, Dino declarou teto de gastos de campanha da ordem de R$ 8 milhões.

Pelas prestações de contas de Dino, a maior parte dos seus recursos de campanha veio dos Diretórios Nacional e Estadual do PCdoB. Entre as empresas privadas, o maior doador único da campanha de Dino foi a empresa Alcana Destilaria de Álcool de Nanuque S/A, sediada no município de Nanuque, em Minas Gerais. Apenas essa empresa foi responsável pela doação de R$ 500 mil da campanha de Dino. Cerca de 17% do volume arrecadado pelo comunista.

O comunista também recebeu R$ 200 mil da NBR Empreendimentos Imobiliários, uma empresa responsável por construção, venda e aluguel de imóveis no Maranhão e R$ 140 mil de uma revendedora de veículos de São Luís, a Dalcar. Dino também recebeu quase R$ 120 mil de recursos diretos do escritório Salvio Dino Advocacia e Consultoria.

    Leia tudo sobre: eleiçõeseleições madino

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG