No intervalo, políticos do PV ironizam Plínio

Alfredo Sirkis e Fernando Gabeira comentavam sobre a defesa que o candidato do PSOL fez à bomba atômica

iG Rio de Janeiro |

A diplomacia mundial e o acordo com países que possuem propostas polêmicas, como a bomba atômica, foi pauta não só durante o debate. No intervalo do primeiro bloco, Alfredo Sirkis e Fernando Gabeira, dois importantes nomes do Partido Verde no Rio comentavam, em tom de ironia, afirmações do candidato do PSOL, Plínio de Arruda Sampaio.

Alfredo Sirkis (PV) candidato a deputado federal e ex-coordenador da campanha de Marina Silva questionou sobre a relação do partido com a questão. “Você viu que o PSOL agora defende a bomba atômica?”, perguntou. “O Plínio falou ainda em programa do Banco Mundial para a União Soviética. Eu falei que eles não saíram do século 20”, respondeu Fernando Gabeira, candidato ao governo do Rio de Janeiro.

A discussão sobre a bomba atômica surgiu quando o candidato Plínio de Arruda Sampaio foi questionado por José Serra sobre sua opinião sobre a luta dos diretos humanos e a democracia e, na sua questão, citou a aproximação do governo Lula com países polêmicos, como o Irã, que “são ditatoriais e estão claramente na corrida pela bomba atômica”. Plínio respondeu a Serra que sua opinião sobre o Irã “era hipocrisia” e completou: “se os Estados Unidos tem direito à bomba atômica, o Irã também tem”.

    Leia tudo sobre: eleições 2010eleições marinadebate

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG