No interior maranhense, prefeito faz campanha contra Dilma

Sebastião Madeira diz que se a petista for eleita o Maranhão 'deixará de ser fazenda e passará a ser curral'

Wilson Lima, iG Maranhão |

O prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira (PSDB), declarou durante evento dos tucanos em São Luís no início dessa semana que o Maranhão poderia se tornar um “curral”, caso a petista Dilma Rousseff fosse eleita presidente da República. Imperatriz, distante cerca de 600 km de São Luís, é a segunda maior cidade do Maranhão.

Madeira é um dos principais expoentes do PSDB no Estado e acredita que José Serra poderá mudar o quadro eleitoral no Maranhão. No primeiro turno, Serra teve apenas 15% dos votos válidos no Estado. “Sinto muito, mais se Dilma se eleger o Maranhão deixará de ser fazenda e passará a ser curral”, declarou Madeira.

Os tucanos planejam nesta quinta-feira realizar mais uma reunião, com o PDT, para programar as ações do PSDB em prol da candidatura de José Serra. Até o momento, não existem ações programadas do partido para promover a campanha tucana à presidência da república. Apesar de ter conseguido cerca de 15% dos votos no Maranhão, Serra foi o único presidenciável que visitou o Estado no primeiro turno.

    Leia tudo sobre: eleiçõeseleições dilmapleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG